COZIDO

03/08/2013 19:35

Cozido

Fomos convidados para ir comer um cozido neste pleno "inverno". Aproveito para pesquisar e chegar bem preparado para degustar um dos pratos que mais aprecio.

Cá pra nós, quando se fala em cozido o nosso pensamento viaja até Portugal nos remetendo àquela terra maravilhosa para visitar e comer muito bem!

Mas, li outro dia que o cozido é uma herança judaica uma vez que no Shabat os judeus não podiam cozinhar e então preparavam, na véspera, as carnes e os vegetais que seriam consumidos após o por-do-sol do dia de descanso, influenciando a cozinha ibérica.

Independente da sua origem, o cozido era consumido nas festas regionais - era o prato tradicional das festas carnavalescas da Ilha da Madeira como, também, as do Espírito Santo nos Açores.

Deixando a tradição e a origem um pouco de lado, sempre tive para mim que o cozido é um prato de comemoração na família ou para ser degustado com amigos. Prova disso é que no ano passado festejei o meu aniversário recepcionando os meus amigos com ele.

Vindo ou não de Portugal, o prato por aqui ganhou contornos abrasileirados ou sul-americanos, ao se introduzir a batata e o milho e, até a banana (que eu não gosto!).

Em Portugal se come, principalmente no inverno, acrescentando os famosos "enchidos" (chouriço de carne, farinheria, morcela, chouriço de sangue, etc)  e diversos tipos de carne (frango, chispe de porco e carnes bovinas de diversas partes), transformando o prato num verdadeiro aquecedor natural.

Também é comum aproveitar o caldo do cozimento das verduras e carnes e preparar a sopa do cozido, que levanta até moribundos ....

Parece ser uma receita complicada, mas não é não, o importante é respeitar o tempo de cozimento de cada carne ou legume. A mistura de carnes com legumes variados é simplesmente maravilhosa, além de ser uma receita super completa que dispensa o arroz para acompanhamento e torna o pirão obrigatório.

Cada pessoa tem sua receita e seu modo de preparar. Aí está um exemplo do que cozido maravilhoso que comi hoje, feito por DM para comemorar o aniversário do amigo SM. Aliás, como diz um convidado frequente, o evento já faz parte do calendário oficial de Brasília. Cada ano melhora mais !!!!! E sempre com a participação do Floyd e a 'briga' de alguns comensais pelo ossobuco.

Na Europa é muito conhecido, apesar de mudar o nome de alguns ingredientes conforme os hábitos e costumes de cada país, mas a essência é a mesma. Na Espanha, é chamado de puchero ou cocido, sendo mais conhecido o cocido madrileño.

O Pot-au-Feu é "a quintessência da cozinha caseira francesa, um dos pratos mais celebrados na França. Ele honra tanto as mesas dos ricos, quanto a dos pobres", de acordo com o chef Raymond Blanc. O prato é servido com sal grosso e mostarda Dijon, e, às vezes, pepino em conserva no vinagre.

O Sancochado é um prato típico da gastronomia peruana, consistindo numa sopa à base de carne e vegetais e é a fusão do "timpu" da época pré-hispânica e do "cocido madrileño"

E por aí vai ... cada país tem a sua forma de fazer um cozido, mas o importante é fazê-lo sempre!!!