MESA AO VIVO - BRASÍLIA (II)

16/08/2013 15:22

E lá fui eu para o 2º dia do Mesa ao Vivo - Brasília receber ensinamentos gastronômicos de grandes chefs.

Comecei na aula do chef popstar Carlos Bertolazzi (Zena Caffé, São Paulo - SP), integrante da equipe de chefs do 'Homens Gourmet'. Muito simpático, sorridente, mas esperava um pouco além do que ele trouxe para o evento: “Lasagna do Cerrado”, com recheio de empadão goiano ... muito simples para um chef do seu porte. E para quem é de Pirenópolis, Goiânia e imediações ficou faltando vários ingredientes como linguiça e batata. Pena!!!

 

A seguir, vibrei com a aula do chef André Saburó (Quina do Futuro, Recife - PE) acerca do atum. Fantástica!!!

Deu um verdadeiro show na sua forma simples e didática de ser explicando desde as correntes migratórias das zonas 'atunianas', até as partes mais nobres do saboroso peixe. Sabe quando você vê que uma pessoa não está entendendo o que você está falando, e pergunta de sacanagem: 'quer que eu desenhe'? Pois é, ele desenhou também para explicar minuciosamente todas as partes do atum...

  

A sua obra prima, um 'Maguro tataki de atum', sendo o atum pré-cozido por no máximo 10 segundos, é depois montado com molhos secretos e coadjuvantes até aonde vai a sua criatividade.

Uma das melhores aulas que assisti nos últimos anos ....

E para terminar, surge o chef dinamarquês do cerrado Simon Lau, que acabou de fechar o seu restaurante em Brasília por não aguentar mais o governo de AQ. Ele é um aficionado pela baunilha do cerrado e seu fornecedor trava uma guerra para colhe-la antes dos macacos ...

 

Apresentou um “Filé de tucunaré com feijão verde cremoso, foie gras e baunilha do cerrado / Sorvete de baunilha do cerrado”. Há muito tempo atrás, quando frequentava assiduamente a cidade de Fortaleza por força do meu outro trabalho, comi muito o feijão verde cozido em creme de leite - é um dos pratos regionais mais requisitados na cidade.

Como só vi o prato, e não provei, não posso dar a minha opinião completa sobre o mesmo. Vou esperar o chef Simon abrir um novo restaurante. Quem sabe?

Aproveitei que estava no IESB, e por convite do amigo, chef e coordenador de lá, SP, conheci os 'intestinos' da escola. Mas isso é matéria para um post exclusivo - aguardem!!!